Sherry - First One

EMA

        Ema é uma tabuleta em forma de telhado com a imagem de um cavalo pintado. Esta tabuleta é oferecida por um grande número de japoneses superticiosos a um santuário ou templo quando fazem um pedido aos deuses ou depois que uma súplica foi atendida.
        Entre os católicos, existe um ritual parecido. Trata-se do ex-voto - um quadro, uma imagem ou outro objeto que os devotos oferecem a uma igreja ou capela em comemoração a um voto ou promessa cumpridos. A Catedral de Aparecida do Norte, por exemplo, recebe muitos desses objetos. Embora não se saiba com precisão quando surgiu entre os japoneses o costume de oferecer ema, documentos históricos indicam que ele já existia no Período Heian (794- 1192), popularizando-se no Período Kamakura (1192-1338).
        Originalmente, os fiéis japoneses ofereciam cavalos de verdade em "pagamento" aos seus pedidos. Posteriormente, substituíram o cavalo vivo por imagens do animal. Vem daí o termo ema, que significa literalmente "desenho de cavalo". Apesar de o conteúdo hoje não se restringir a cavalos, subsistiu o termo ema. Foi no Período Edo (1603-1868) que ocorreu uma grande diversificação do conteúdo do ema.
        Surgiram ema com todo tipo de desenho, e também os que exibiam haiku (poema japonês de 17 sílabas), waka (poema japonês de 31 sílabas), senryú (poema satírico) e wasan (matemática desenvolvida no Japão). Artistas passaram a se dedicar com afinco à criação de ema, que conseguiu, deste modo, elevar-se à condição de verdadeiras obras de arte. Além de madeira, outros materiais podem ser utilizados para fazer ema, como papel, metal, pedra e porcelana.
        É comum os japoneses escreverem no ema pedidos relacionados com a saúde e a gravidez. Recentemente, tornou-se comum também avistar nos santuários e templos ema de estudantes pedindo ajuda dos deuses para serem aprovados em exames escolares.

Fonte: São Paulo Shimbun 23/09/1999

0 comentários:

Postar um comentário