Sherry - First One

Romaji

     Rōmaji (ローマ字) é a romanização das palavras japonesas, que visa facilitar a pronúncia das mesmas. É usado por estudantes estrangeiros para aprender o silabário japonês. No entanto, no Japão também usa-se rōmaji para:


  • acrônimos, por exemplo OTAN;
  • palavras e nomes japoneses usados em outros países, como em cartões de visita e passaportes;
  • nomes de firmas e produtos que necessitem ser lidos tanto no Japão quanto em outros países.

Sonoridade

Vogais: existem cinco, muito semelhantes às das línguas italiana e espanhola, com sons "puros", exceto pelo som u, que assemelha-se com o u francês ou o ü alemão. A ordem das vogais no japonês é a, i, u, e, o. O u e o i podem aparecer após outras moras para indicar o alongamento da vogal da mora anterior (ex: がっこう ga-k-ko-o, "escola"; すいえい su-i-e-e ou, às vezes, su-i-ei, "natação")
Consoantes: são muito próximas às da língua portuguesa; dentre elas, temos k, g, s, z, t, d, n, h, b, p, m, r. Algumas observações, porém, devem ser levadas em conta:
  • A união de s com i forma shi, que tem som do xi português
  • A união de t com i ou y forma chi ou ti, que tem som do tch em "tchau", e a de t com u forma tsu, que tem som do zu no "Zucker" alemão
  • O g é sempre forte; com i e e, forma sons semelhantes ao gui e ao gue portugueses, respectivamente
  • O h é aspirado, como no inglês; com u, dá uma mora que é uma mistura dos sons portugueses ru (de "rua") e fu (de "fumaça"), ou /hhu/
  • O r é semelhante ao r de meio de frase em português, como em "caro"
  • O n nasal pode, quando representa uma mora singular, apresentar som do ng inglês. Quando precede p, b ou m, muda para o som de m
  • O j tem som do gi no "giorno" italiano, ou /dzh/
  • As pausas, representadas por consoantes duplicadas, têm comprimento igual à de uma consoante singular

0 comentários:

Postar um comentário